Prefeitura suspende pedágio na Linha Amarela no sentido Fundão

linha-amarela-foto-ok-2

Auditoria encontra cobranças indevidas de R$ 223,9 milhões

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, publicou nesta quinta-feira (20) no Diário Oficial um decreto determinando a suspensão da cobrança do pedágio na Linha Amarela (LAMSA), no sentido Fundão, pelo prazo de 19 meses.

O motivo da decisão foi o resultado de uma auditoria feita por uma comissão das Secretarias Municipal de Transportes, Infraestrutura e Habitação e da Controladoria Geral do Município para apurar o equilíbrio econômico-financeiro da concessão. No estudo, foram encontradas cobranças irregulares por parte do consórcio LAMSA, que somam perto de R$ 223,9 milhões. A forma mais justa de devolução desses valores, segundo o Prefeito, é beneficiar o usuário com a redução da tarifa, pela suspensão da cobrança em um dos sentidos da via expressa.

– A Linha Amarela tem contas que precisavam ser revistas. A Prefeitura reviu durante seis meses, dando a oportunidade, inclusive, para que houvesse, por parte da LAMSA pedidos de esclarecimentos e resposta às indagações. Então hoje, o pedágio no sentido Barra-Fundão, fica aberto durante 19 meses. É possível que esse prazo aumente ou diminua de acordo com o número de carros que vão passar ali. Mas serão cerca de R$ 200 milhões que vão ser ressarcidos aos usuários com a gratuidade do pedágio – diz Crivella.

Veja a matéria completa no site da Prefeitura

Tag's

Faça seu comentário